tribunadanoticia.com.br

Publicidade

terça-feira, 27 de março de 2012

RESERVA-PR:: PROFESSORES EM RESERVA REALIZAM MANIFESTO POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO

Com faixa e panfletos, educadores  demonstram insatisfação com o governo do estado
Mais de 20 professores do realizaram na Praça da Matriz, na tarde da última quinta-feira (15), a manifestação em apoio à greve e a marcha de mais de sete mil docentes em Curitiba, organizadas pelo Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Paraná (APP).Na mesma quinta-feira, não houve todas as  aulas nos três colégios estaduais da cidade, no Colégio Estadual Teófila Nassar Jangada, do distrito de José Lacerda e Colégio Alberto Kurcheidt, do também distrito do Rio Novo.      O professor de história Bruno Souza Diniz, que trabalha na cidade há quatro anos, comenta sua opinião em relação ao manifesto. ‘’A educação é o primeiro pilar em uma sociedade mais justa. Com o piso nacional que foi aprovado, é um direito nosso de manifestar-se, para conscientizar nossos governantes sobre esse projeto. Estamos se manifestando para cobrar esse direito, nada mais justo’’, comenta ele.   Segundo os educadores presentes, não teve pressão aos contrários a paralisação para o cancelamento das atividades naquele dia. Algumas turmas tiveram aulas normais. Com faixa ‘’a educação tem pressa 33% Hora Atividade’’, panfletos explicativos e com permissão dos motoristas, escreviam nos veículos frases de sobre a causa.
 Os educadores querem um reajuste de 33% na Hora Atividade, tempo de preparação das aulas e correção de provas, por exemplo, além de  melhorias nos salários e dos funcionários ligados à educação.     

As revindicações dos educadores do Paraná são:

• Implantação de um terço da jornada dos professores como hora-atividade. A hora-atividade é o período em que o(a) professor(a), em expediente, permanece fora de sala de aula, para preparar o seu trabalho e corrigir provas, o que é de fundamental importância para a qualidade do ensino.
• Aplicação do novo valor do Piso Nacional do Magistério. O Paraná está 18,67% abaixo do Piso Nacional.
• Reajuste de 14,13% para funcionários (as) de escolas.
• A implantação de um novo sistema de atendimento à nossa saúde. Há um quadro crescente de adoecimento dos profissionais de educação.
• Destinação de no mínimo 10% do Produto Interno Bruto (PIB) – que é a soma de toda riqueza produzida no país – para a educação.

Fonte: APP

Nenhum comentário: